Lançamento do clipe Mente do Vilão – Mano Brown, Du Bronk’s e Don Pixote

Rolou na última terça feira no Black Bom Bom, LOTADÃO da Vila, o lançamento do clipe “Mente do Vilão” no qual participam Mano Brown, Du Bronks e Don Pixote.

Para abrir o show estava presente ninguém menos que Pharcyde, acompanhado do Dj Cia no toca discos. A surpresa foi inusitada, Pharcyde havia gravado parte seu novo clipe na Vila Fundão, zona sul de São Paulo  e agora estava gravando também na Black Bombom.

 

Pharcyde na Black BomBom

 

O grave do som não ajuda muito, mas confira a canção She Said – Pharcyde

Assim que Pharcyde se despediu do público a famíia Racionais tomou conta do palco. Estavam presentes Mano Brown, Ice Blue, Edi Rock, Du Bronk’s, Negreta, Ylsão, Don Pixote, Big, Lino Krizz, Alba Santos, Terra Preta,  entre outros. Além do Dj Nyack no toca discos.

Lançamento do clipe “Mente do Vilão” na Black BomBom

A festa contou com músicas dos Racionais Mc’s que iam desde “Tô Ouvindo Alguém Me Chamar” até as novas como “Cores e Valores”, passando também por algumas romanticas que contavam com a participação de Lino Krizz. Negreta e Du Bronk’s cantaram músicas do Rosana Bronk’s, “Salve Favelado Primeiro Você” foi uma delas.

Don Pixote apavorou com “Aquecendo as Naves” e Big também cantou músicas próprias.

Alba Santos e Du Bronk’s formam da dupla Uni Duni Chocolate e fizeram uma participação no show com a nova música “Paraíso”.

O grave do som também não ajudou, mas vale a pena conferir as imagens!

Chegou o momento mais esperado do show. Bailarinos, com o rosto pintado, tomavam conta do palco e dançavam, enquanto Mano Brown cantava “Fértil como terra preta é a mente do vilão…”, Du Bronk’s e Don Pixote o acompanharam em suas respectivas partes e fizeram uma bela apresentação.

Logo depois a casa apagou as luzes e o telão foi aceso, os que estavam no palco se acomodaram no chão. O clipe Mente do Vilão, que foi gravado na Vila Fundão e no Centro de São Paulo, não deixou a desejar.

“Mulher Elétrica”, “Frenesi”, “Marighella” e “Vida Loka pt2” foram as músicas seguintes, finalizando o show em grande estilo!

Confira a letra da música Mente do Vilão:

Mano Brown

Fértil como terra preta é a mente do vilão

Quem vem lá, seis função vindo de galachão, péra aí.

Banda Black Rio

Você não sabe de onde eu vim

Você não sabe o que é sofrer

A Cosa Nostra tá chegando aí

E todo mundo vai saber!

Du Bronks

Pode pá que não dá impar sou Du Bronk’s

Entre lobo e hienas passo a vonts

No volante do fusquinha essa é a visão

Coleta das verdinha dividindo o pão

Febre da ZS, vida gangsta

Rimas e brilhantes, Cosa Nostra

Perigo do caraio a vida é passageira

Chega de ensaio, a cena é verdadeira

A Banda é Black Rio, a música trás sorte

Representa Brown, chega Don Pixote

Do lado dos monstrões, Willian Magalhães

Nessa qualidade vêm alguns milhões

Num sabe de onde eu vim, talvez não vai saber

O Rosana tá aí agora é pra valer

Don Pixote

Vamo caminhando observando

Tem uns plano executando

Na terra da garoa to lucrando

Andando contra o vento

Vô vivendo o clima tenso

Revolver na cintura de all star e lenço

A Cosa Nostra vem

Só pra contas as de cem

O bang loko tá aqui com Black Rio zen

Alguns pipoca vem, a arma tá sem trava

Sem silenciador pra oreiada vai pras nuvem

Em campo de novo pode vir, tem vitória

A maioria é o povo, só quer  fazer o bem

Nego faz refém os branco que aqui tem

Só pega o que tá dentro da mala sem ferir ninguém

Salve febém me inspiro com WU Tang

Canto a realidade das ruas que te leva além

É o fim que vem, tipo o Ryu e o Ken

Quem representou, demonstrou , tem coragem

Banda Black Rio

Você não sabe de onde eu vim

Mano Brown

E no princípio era trevas, no início do início

O cego leva uma leva,  a um passo do precipício

Não de som nem de erva, louco de solidão

No princípio era trevas , Malcon foi lampião

Lampadas para os pés, negros do 2010

Fã de múmia Abdul Jamal

Osama, Sadã, Al-Kaeda, Talibã

Iraque, Vietnã

Contra os boy, contra o GOE, contra a Ku Klux Klan

E o Japan de manhã ,Dando pelé nos ROCAM

Pé de porco é pé frio, dos seis é meia de lã

Hãhãhãhãhã

Meu blunt é de maçã

Tá firmão, tá suave, sem flagrante na nave

Sou criolo, sou chave, e elas gostam assim

Não ando sozin, sabe? Tem vários por mim

Óia! Enquadraram os patrício

Ixi! O moio azedou

Abandonaram o Peugeot, pularam o muro a milhão só se for

Vai que vai,  os moleque é zica carai

Dá trabai, né?

Na selva a gente é o que é

Porque não tem alarme bom quando bom ladrão quer

Cêis dão taça de veneno e quer Suflair?

Fértil como terra preta é mente do vilão

Quem vem lá? Seis função vindo de galachão

No coração da quebrada percorrendo as artéria

Vão, vão, nunca em vão, espalhando sonhos em grão

Na contenção sem férias, em cor e em close

Um alvo sem pose, magrelo chavão desde os 12

Meu país mostrou vergonha de ter minha cor

Hãhan, seus cuzão, não é pra qualquer um memo não

Enquanto a vanguarda negra

Filosofia sã, Fundão meu divã

Premier não durma no barulho

Banda Black Rio na porra do bagulho!

Banda Black Rio

Você não sabe de onde eu vim

Você não sabe o que é sofrer

A Cosa Nostra tá chegando aí

E todo mundo vai saber!